sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Canção Para Erasmo de Rotterdam

Se todos que os sãos chamam de loucos só porque agem um pouco
levando em conta a emoção
Se esses loucos não conseguem se calar ao ouvir alguém falar
que é o dono da razão

Sabedoria nunca foi o meu diploma
sou a Deusa do aroma que regula a paixão
Eu não sou surda eu respeito meus sentidos
o meu nome é loucura e estou aqui gritando isso

Vede o belo quadro desse animal que representa a sabedoria
vede o belo sábio a discursar em vão em falso tom de soberania 2X

Não há prazer sem qua haja a dor
não há ninguém para julgar quem é o nosso traidor
não existem mais as virgens de Mileto
existe sim a "mea-culpa" que me passam por inteiro

sou eu quem os mantém com um sonho em suas mente
ssou eu quem faço a vida
parecer que é mais contente
eu faço rir, e então bater o coração

eu sou doença que traz a cura...
- loucura que traz a razão


Mais uma letra minha...

2 comentários:

Rodolpho disse...

grande letra! hehe
e o penúltimo post tá massa.

fim de ano é esquisito mermo. até comentei no meu também.

e, ah, esse aquecimento global... isso já gerou tanta preocupação, propaganda, lucro... enfim, muita controvérsia. é complicado.


tá ficando massa, vei. (y)

abraço!

História Sobre o Tempo disse...

Parabpens Rapaz...é um artista!!!!
rsrsrsrsrsrs

Abraço!!!

Odilon