terça-feira, 13 de janeiro de 2009

The Life Aquatic - Studio Sessions - Seu Jorge

A única vez em que falei de música nesse blog faz um certo tempo. Foi o álbum do Geraldo Azevedo, recém-lançado na época. E a gente acha que pra falar de música tem que falar de coisa nova, mas tem um álbum que sempre me chamou a atenção: é o The Life Aquatic do Seu Jorge. Na obra, o Seu Jorge faz versões, em português, de grandes sucessos do David Bowie; versões em voz e violão, só. Explicitando aquilo que o Seu Jorge tem de melhor: sua voz.

Embora algumas das canções tenham letras um tanto quanto incompreensíveis, como a Starman, que na verdade é uma versão da banda Nenhum de Nós e que traz um das estrofes mais bizarras da música brasileira: "A trajetória escapa o risco nu, as nuvens queimam seu nariz azul, Desculpe estranho, eu voltei mais puro do céu" , o álbum traz um gingado e, ao mesmo tempo, uma calma que só a voz de Seu Jorge pode ter. O álbum faz parte da trilha sonora do filme "A Vida Marinha com Steve Zissou".

Destaques para as canções Rebel Rebel; Life on Mars; Lady Stardust e Suffraggette City, músicas que se Seu Jorge, na época em que lançou esse CD , tivesse o sucesso que teve depois de gravar CD com Ana Carolina, teriam aparecido mais...

Confesso que a grande maioria das músicas nunca escutei na versão do David Bowie. Não gosto muito dele, mas quando as escutei depois balancei mais, é bom, mas não é moderno como o Seu Jorge, mesmo sem seu androginismo e sem as guitarras elétricas, só com o seu violão e voz que Deus deu, é moderno como nada no mundo. Eu recomendo.

6 comentários:

Hariane disse...

Belo post! Seu Jorge realmente tem talento e músicas boas de ouvir.

Bj

Duda disse...

Biblioteconomia :D
E vou ver se encontro esse cd aí pra baixar!
beijos

Julio Melo disse...

massa mermão....
fiquei curioso pra escutar..
deixei selo pra tu no meu blog..
flow, abs

N disse...

Nossa, Rebel Rebel, depois deste post e desta música, vou no google procurar agora mesmo.

Cristina Santos disse...

Otimo post.Nao co0nehço esse álbum do Seu Jorge,mas obrigada pela dica,vou dar "uma olhada".
bjs

Jéssica, a antropofágica disse...

Sempre achei essa versão do Nenhum de Nós muito, muito, muito tosca!!!rs
Beijos