quinta-feira, 23 de abril de 2009

Rotina

Alguma coisa no Natal do ano passado me fez pensar sobre rotina. Era um cartão, daqueles que muitos consideram brega... A mensagem falava algo relacionado a passar mais um Natal com a pessoa que se ama. E n'é verdade?
De certa forma, a gente sonha com uma rotina dessas, poder passar todo o tempo do mundo com aqueles que amamos, com os quais compartilhamos os melhores momentos de nossa vida. E eu não estou longe disso.
As novidades sempre trazem o inesperado, e, talvez por conformismo, prefiro a vida que segue, a vida que levo, sem solavancos e sustos no meio do caminho. O preocupante é quando esses solavancos e sustos são causados por nós mesmos, e na verdade, quase sempre são. A gente é completamente responsável por aquilo que cativa.
A rotina de vermos nossos pais a reclamarem e com suas preocupações excessivas, o sábado de ver a namorada, as idas à escola, à faculdade farão falta a todos, sem excessão.
ô rotina boa!

13 comentários:

Eu sou a Fabiana Carneiro, disse...

Coisa boa... Principalmente quando conseguimos curtir tudo em seu tempo certo... Há aqueles que estão sempre sofrendo. Pelo futuro e pelo passado. E às vezes esses aqueles somos nós mesmos!

Pils disse...

nem fala! ler seu post me deu uma certa nstalgia...saudade da facu, dos colegas, daquela rotina estressante e q eu tanto amava... e comecei a refazer um trajeto de natais e outras festas familiares, da vida de estudante, de amigos q tomaram outro rumo, e de como contribuo para todas essas mudanças e para todas as amadas rotinas da minha vida...
Saint Exupery diz q a pesoa se torna responsavel por aquilo q cativas, como vc colocou em seu blog, pena q mtos cativam e depois deixam o ser cativado ao léu!!
Amei seu blog....e brigada pela visita...bj

Vinicius disse...

coincidência, também falei de rotina.

valeu pela visita, vou passar por aqui sempre que puder.

abração!

Poetíssima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Poetíssima disse...

Goste de vim aqui.
Rotina...palavra boa quando se quer e ruim quando alguém sente.

Coisa boa mesmo...

Vou me preparar para a rotina de um novo dia.

Até,

Sofista Minimus disse...

Essa sim é a rotina boa, que não necessáriamente pode tornar-se ruim, de acordo com a nossa atitude perante todos esses momentos.

Abraço,

Sofista Minimus.

Ps: Obrigado pela visita no meu blog. Seja, sempre, bem vindo!

Jéssica, a antropofágica disse...

Adorei a citação do Saint Exupéry, porque é assim mesmo que acontece.
"Somos as nossas escolhas", como diria Sartre.
;)
Beijos

Leo Bulhões disse...

Quero falar contigo, manda um email pra mim com teu email! URGENTE.

CECÍLIA disse...

Nilsinho! q coisa linda teu blog! adorei!hehhe vou ficar sempre t xeretando agora!

Ana Luísa Guimarães disse...

Rotina pra que te quero?

Marcel disse...

Quero minha rotina de volta. Quero mesmo.

André O. disse...

Obrigado pelo comentário no meu blog recomendeumparagrafo.blogspot.com

Tenho tentado publicar parágrafos que me marcaram em livros que li, o que faz o blog servir como dicas de leitura para conhecidos e demais.

Apareça por lá de vez em quando - sempre que possível, tem coisa nova!

[]'s
André

Eu sou a Fabiana Carneiro, disse...

Oi! Quanto tempo!! Só agora consegui recuperar o meu blog, mas ainda não recuperei os seguidores... Se ainda estiver a fim de ler os meus devaneios, aparece lá! Beijão!!

http://oav3sso.blogspot.com